Páginas

06 julho 2009

DIETA ORTOMOLECULAR

14:05

DIETA ORTOMOLECULAR

(DIETA DAS GLOBAIS)

Uma boa parte de atrizes globais
escolheram a medicina ortomolecular para enxugar as formas, adiar as marcas da idade, combater sintomas da TPM e ganhar mais pique, por isso em algumas revistas e sites a dieta ortomolecular é também conhecida como dieta das globais.
Abaixo segue uma visão geral como atua no organismo, como funciona e como você pode organizar-se para seguir o cardápio da mesma, que poderá encontrar aqui no blog em outra postagem, abaixo coloquei o link.


O segredo dessa prática é corrigir carências e excessos de vitaminas e minerais no organismo para neutralizar os radicais livres e brecar o envelhecimento. Vários fatores externos, como stress, poluição, cigarro, álcool e alimentação errada, colaboram para a produção exagerada dessas moléculas instáveis que são doidinhas para enferrujar as células sadias – seu efeito nefasto fica visível na falta de vitalidade da pele e do cabelo. “O ajuste de nutrientes, baseado na mudança na alimentação, mexe também com o metabolismo e melhora o funcionamento do intestino, facilitando a queima de gordura e a eliminação de toxinas”, explica Sylvana Braga, médica ortomolecular do Hospital das Clínicas de São Paulo (SP). Por isso o sucesso desse método na perda de peso.

Disposta a experimentar? Então prepare-se:

A receita é abandonar as refeições rápidas e maneirar nos alimentos industrializados, pobres no que os ortomoleculares chamam de nutrientes vivos e essenciais. Isso porque a alimentação desequilibrada é uma das grandes responsáveis pela formação dos tais radicais livres. Seu cardápio deve dar um bom espaço para alimentos integrais, frescos e funcionais — aqueles que, além de nutrir, oferecem substâncias que fortalecem o sistema imunológico, combatem os radicais livres e aceleram o metabolismo. E, sempre que possível, fique com os orgânicos. “Verduras e frutas cultivadas sem agrotóxicos preservam mais os minerais e as substâncias antioxidantes, como as vitaminas A, C e E, elementos importantes para seu organismo funcionar direito”, diz Gabriela Marques, terapeuta alimentar especializada em nutrição clínica ortomolecular, de São Paulo. Além da comida saudável, a medicina ortomolecular lança mão de suplementos de vitaminas, minerais, lactobacilos, ácidos graxos e aminoácidos muito poderosos contra os temíveis radicais. Esses suplementos, porém, são recomendados caso a caso – as formulações variam de acordo com as carências orgânicas de cada garota – e devem ser tomados com orientação médica. Mas se você seguir firme e aprender a comer segundo os princípios ortomoleculares, já vai lucrar um montão. Vamos lá: use e abuse dos poderosos alimentos propostos na nossa dieta e aguarde – vai sentir uma boa diferença na pele, no astral e, claro, na balança.

TRATAMENTO COMPLETO


O tratamento ortomolecular completo começa com exames – do fio de cabelo, sangue, urina ou saliva – com o objetivo de avaliar a concentração de vitaminas e minerais no organismo. Com o resultado em mãos, o profissional elabora uma dieta personalizada e prescreve suplementos, na forma de cápsula, comprimido, pó ou injeção, para equilibrar todos os sistemas do organismo. O problema de um tratamento individualizado assim é o preço. Além dos custos com a consulta e os exames, que variam de acordo com o profissional, você pode gastar entre 80 e 500 reais por mês com os suplementos. É um investimento alto. Se você está muito acima do peso e não consegue reverter a situação, talvez só um atendimento personalizado possa ajudá-la. Do contrário, aposte nas mudanças saudáveis que o nosso cardápio lhe traz. Faz uma diferença e tanto! É claro que um exame de laboratório é mais exato, mas o organismo costuma dar sinais quando está sentindo falta de algum nutriente. Fique atenta a esses recados, compensando algumas carências usando o poder e o valor nutritivo dos alimentos.
MANEIRA DE COZNHAR A SEU FAVOR

A maneira de cozinhar e os utensílios usados na cozinha ajudam a preservar os nutrientes dos alimentos – detalhe importante na dieta ortomolecular.

• Evite a ingestão de queijos, carnes gordas e frituras. A gordura acelera a oxidação dos alimentos no sangue.

• Cozinhe os alimentos no vapor ou no máximo a 100ºC (ponto de fervura da água). Muito calor também oxida os alimentos.

• Evite os utensílios de alumínio na cozinha. Os resíduos desse metal são tóxicos e podem ficar depositados na comida. Prefira panelas de vidro ou antiaderentes.

Aproveite e comece, clique e vá para a postagem:

CARDÁPIO: DIETA ORTOMOLECULAR


até a próxima

2 Resposta para “DIETA ORTOMOLECULAR”

Junior disse...
5 de março de 2013 21:04

Belas dicas sobre a dieta! Agradeço por compartilhar!


Anônimo disse...
26 de março de 2013 16:28

Olá boa tarde<gostaria que vcs,me enviasse uma receita ortomolecular,pois engordei 6 kilos, em função de medicamentos para enxaqueca,pois a consulta com ortomolecular é muito caro e gostaria da ajuda de voces.obrigada.meu imail é guimaraes-eli@hotmail.com


Quem sou eu

Minha foto
dete
Blogueira por paixão, apaixonada por culinária, nutrição, plantas, fotos e pela vida
Visualizar meu perfil completo

Labels

Seguir

 

Dia a Dia - Dietas e Nutrição Copyright © 2010 Blogger Templates